Segunda-feira, 22 de Agosto de 2005

Fazer amor


Fazer amor requer arte inconsciente
fazer amor transcende o feio e o bonito
fazer amor requer a alma despida
fazer amor transcende a sexualidade

Fazer amor é ignorar todos os conceitos formais da humanidade
e se entregar como quem se doa a si mesmo
fazer amor não tem vínculo algum
com o lado físico dos seres
fazer amor é um divindade.
divindade que advém do mais nobre dom da vida : a própria vida.

Fazer amor é enlouquecer a anatomia.
não importa a forma.
o que importa é não importar com coisa nenhuma.

Fazer amor é fazer de inconcebíveis palavrões um lindo poema.
fazer amor é fazer do corpo um banquete de sonhos
e fazer da alma o berço do gozo...

José Eustáquio da Silva

publicado por vagueando às 19:31
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 6 de Setembro de 2005 às 14:24
Só quem sabe o que é o Amor pode saber como fazê-lo... Parabéns, com muito amor da MariaMaria
</a>
(mailto:Maruan@sapo.pt)


De Anónimo a 23 de Agosto de 2005 às 17:07
...fazer amor é Dar versus Dar... Um AbraçoMaria Papoila
</a>
(mailto:msantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 22 de Agosto de 2005 às 20:01
Fazer amor é... atingir a plenitude de sentimentos, num frenesim de sensações inconscientes e gostosas! Beijoeu
(http://hotmail.com)
(mailto:carmoroby@hotmail.com)


Comentar post