Segunda-feira, 29 de Agosto de 2005

FLUIDA LEMBRANÇA

fetch.jpg

No líquido do copo
entorno a sua fluida
lembrança.
Bebo aos goles
o seu doce caldo
armazenado e curtido
em minha memória
e, quando depois
me erro nos passos
inebriada dos meus enganos
toco o vazio de sua ausência
percebendo, então
que você me escorre dos sonhos
Tal qual a baba indomável
que da boca do bêbado sonolento
escapa.
(Conceição Evaristo,

publicado por vagueando às 19:24
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 12 de Fevereiro de 2006 às 08:12
Oi, Carlos,

Que surpresa agradável, muito obrigada pela publicação de meu poema. Sucessos para o seu Blog.

Conceição EvaristoConceição Evaristo
</a>
(mailto:conceicaoevaristo@ig,com.br)


De Anónimo a 1 de Setembro de 2005 às 20:02
Oi carlos!
Eu venho sempre visitar o teu blog e comento, e tu nem sequer vais ao meu. Para que me serve um blog se as pessoas visitam mas não deixam comentário. Um abraço para ti. Obrigado pelos e-mails.Fátima
(http://meuamorsolar099.blogs.sapo.pt)
(mailto:sol_lua025@hotmail.com)


De Anónimo a 31 de Agosto de 2005 às 12:35
...estás em mim gravado...no mais profundo de mim... lembrança?...BEIJOMaria Papoila
</a>
(mailto:msantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 30 de Agosto de 2005 às 14:13
Talvez só seja fluida lembrança aquilo que desejamos...o resto vive beijocasmoolightgirl
(http://meninadoluar.blogs.sapo.pt/)
(mailto:starlightgirl_m@hotmail.com)


De Anónimo a 29 de Agosto de 2005 às 23:30
"Quando toco o vazio da sua ausência, percebo que você me escorre dos sonhos"! Beijoeu
(http://hotmail.com)
(mailto:carmoroby@hotmail.com)


Comentar post