Quinta-feira, 15 de Setembro de 2005

...

Tive amigos que morriam,
amigos que partiam
Outros quebravam o seu rosto contra o tempo.
Odiei o que era fácil
Procurei-te na luz, no mar, no vento.

Sophia de Mello Breyner Andresen
publicado por vagueando às 23:41
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Anónimo a 18 de Setembro de 2005 às 23:48
.......
continua....
abrir o teu blog é parar no tempo.......eu...
</a>
(mailto:mj.ssvc@sapo.pt)


De Anónimo a 17 de Setembro de 2005 às 01:01
... Sofia! procurei-te no vento, na luz, no mar! Onde melhor procurar? BeijoMaria Papoila
(http://http.// apapoila.blogs..sapo.pt)
(mailto:msantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 16 de Setembro de 2005 às 10:15
Procuramos... Mas nem sempre encontramos... Mas não devemos desistir de procurar... BeijoEstrela
(http://www.osmanos.blogs.sapo.pt)
(mailto:madalena_ruiva@hotmail.com)


De Anónimo a 16 de Setembro de 2005 às 07:56
que lindooooooooo Carlos simples e tanto diz ...... como sempre és o maior a escolher poesiaana luar
(http://aromademulher.blogs.sapo.pt/)
(mailto:luar_zita@msn.com)


De Anónimo a 15 de Setembro de 2005 às 23:44
"Procurei-te na luz, no mar, no vento.! Achei-te?" Beijoeu
(http://hotmail.com)
(mailto:carmoroby@hotmail.com)


Comentar post