Sábado, 31 de Dezembro de 2005

REVEILLON ............................

img01.gif


 


Vem e lavra-me 


Fecho os olhos e consigo
lembrar o que fiz contigo:
foi AMOR como não há!...
Mas no meio desta insónia
nua e sem cerimónia
acaricio-me já...


Mas falta-me a tua mão
os teus lábios, o escaldão
da tua língua macia...
Percorre-me com teu tacto,
põe-me de gatas no acto
que mais libera a magia!


Corre para a minha beira!
Lavra-me! Eu sou a leira
que ressequida reclama...
Vem e faz-me amor sem rede,
Vem e mata minha sede,
à rédea solta, na cama!


 


Sou toda Tua


Nua, nua
toda tua
vê-me assim!
Diz-me lá,
queres-me já?
Vens pra mim?
Faz-me amor,
dá calor
à amada.
Já transpiras
e respiras
madrugada!
Dás-me tanto
que é espanto
que te dou.
Se te canto
teu encanto


Teresa Machado


 



SONHEI CONTIGO


Sonhei comigo
esta noite
Vi-me ao comprido
Deitada
Tinha estrelas
nos cabelos
em meus olhos
madrugadas
Sonhei comigo
esta noite
como queria
ser sonhada
Senti o calor da mão
percorrendo uma guitarra
De longe vinha um gemido
uma voz desabalada
Havia um campo
de trigo
um sol forte
me abrasava.
E acordei
meio sonhando
procurando
me encontrar
Quando me vi
ao espelho
era teu
o meu olhar.


 


Sentidos


Meus dedos
lentos
percorrendo
a
med
o
teu corpo
aberto
oferto.


Meus dedos
surpresos
soltando
o calor
o cheiro
de teu corpo
descoberto.


Meus dedos
olhos
trazendo
imagens
mensagens
ao meu corpo
trémulo.


…..


Esqueci
teu nome
teu rosto
o quando
e o porquê
Só existes
em meus dedos


 


Sete Luas


Esta noite sete luas,
sete luas cheias,
rolaram juntas nos céus.
Dançaram nuas
sem pudor nem véus.
Vieram as estrelas,
as fadas e os anjos
deram-se as mãos
e fizeram roda
à roda da lua
sete vezes branca.
Vem, meu amor,
escuta seu canto.


Eugénia Tabosa


 

publicado por vagueando às 12:03
link do post | comentar | ver comentários (48) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2005

BOM ANO NOVO ............

114.bmp


O futuro pertence aqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos.
*roosevelt


MOMENTO.........


Tão lascivo e intenso
é esse momento,
em que invades meu corpo
com toques de dedos,
música, bicos túrgidos.
E vens, e tomas e bebes
enlaças minhas coxas,
e fendes, e dás, e me tiras.
E, antes antes que desfaleça
em morte, luxúria,
desço entre as tuas pernas;
Desejo de ter-te,
de gozar um prazer, húmido, duro,
que nada se lhe iguala.
Abraço, movimento
tuas ancas em mim,
abro minha boca,
a minha língua procura-te:
Com vontade, pressa,
emergência do querer
sentir-te crescer, provar
o sabor,
de ser preenchida por ti!


* Joana de Sá



XVII


Dá-me o teu mel
Dá-me o teu mosto
Dá-me o teu gosto
Dá-me o teu rosto
Dá-me o teu corpo
Dá-me o luar
A madrugada
Dá-me poesia
Dou-te o meu corpo
Que o pensamento
É teu só teu
Dá-me o teu pólen
Sou uma flor
A tua flor
Dou-te o meu mel
Dá-me essa brisa
Que tens nos dedos.
Tenho calor


*Julieta Lima


IMAGEM DE MIM


Tu, meu cavalo alado
de sonhos vertigens e loucuras.
Tu, que és por gemidos e ais comandado
deixa a tua boca ser meu mapa
e tua língua ser meu caminho.
Eu me perco..
Tu me segues…
E dentro de mim
cantando baladas
numa estranha luta
recolheremos os dois
os gritos das minhas entranhas.



SENTIDOS


Entrego-me aos teus sabores.
Colo-me aos teus contornos.
Sou percorrida por um calor de inferno
que me consome até o pensamento.
Mas…
Deixo-me guiar e fecho os olhos
quando sinto,
o toque da carne a penetrar a carne.


* Gabriela Moura


NOTA:  Colectânea de lindos poemas com
VOTOS DE BOM E FELIZ ANO NOVO

publicado por vagueando às 10:33
link do post | comentar | ver comentários (79) | favorito
|
Domingo, 25 de Dezembro de 2005

O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS...

rosa amarela.jpg



Andando, o principezinho encontrou um jardim cheio de rosas.
Contemplou-as...eram todas iguais à sua flor.
E deitado na relva, ele chorou...

E foi então que apareceu a raposa.

- Vem brincar comigo, propôs o principezinho. Estou tão triste...
- Eu não posso brincar contigo, disse a raposa. Não me cativaram ainda.

- Que quer dizer "cativar" ?
- É uma coisa muito esquecida. Significa criar laços...

Tu não és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos.
Eu não tenho necessidade de ti e tu não tens necessidade de mim.
Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas.
Mas se tu me cativas, teremos necessidade um do outro.
Serás para mim, único no mundo.
E eu serei para ti, única no mundo.
Minha vida será como que cheia de sol.
Conhecerei um barulho de passos que será diferente dos outros.
O teu passo me chamará para fora da toca, como se fosse música.
A gente só conhece bem as coisas que cativou.

- Que é preciso fazer? perguntou o principezinho.

- É preciso ser paciente. Tu te sentarás primeiro um pouco longe de mim.
Eu te olharei com o canto do olho e tu não dirás nada.
A linguagem é uma fonte de mal - entendidos.

Cada dia te sentarás mais perto...

Se tu vens por exemplo, às quatro da tarde, desde às três, eu começarei a ser feliz.
Quanto mais a hora for chegando, mais eu me sentirei feliz. Às quatro horas, então,
estarei inquieta e agitada: descobrirei o preço da felicidade!

Assim o principezinho cativou a raposa.

Mas, quando chegou a hora da partida, a raposa disse:
- Ah! Eu vou chorar...a gente corre o risco de chorar um pouco,
quando se deixou cativar.
E acrescentou:
- Vai rever as rosas. Tu compreenderás que a tua, é a única no mundo.

É simples, o segredo: só se vê bem com o coração.
O essencial é invisível para os olhos.
Foi o tempo que perdeste com tua rosa, que fez tua rosa tão importante.

Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas.
Tu és responsável pela rosa...

- O essencial é invisível para os olhos, repetiu o principezinho, a fim de
se lembrar...

" Os homens do teu planeta, disse o principezinho,
cultivam cinco mil rosas num mesmo jardim...
e nunca encontram o que procuram...
E no entanto, o que eles buscam poderia ser achado numa só rosa,
ou num pouquinho d'água...

Mas os olhos são cegos.
É preciso buscar com o coração..."

* Antoine De Saint- Exupéry


NOTA:
este post é o completar da triologia do Natal
[ DIA DE NATAL / UM DIA VOCÊ APRENDE QUE... / O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS... ]
publicado por vagueando às 22:08
link do post | comentar | ver comentários (48) | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2005

UM DIA VOCÊ APRENDE QUE...

1042R-8394.jpg


Depois de algum tempo você aprende a diferença,
a sutil diferença entre dar mão e acorrentar uma alma.

E você aprende que amar não significa apoiar-se,
e que companhia nem sempre significa segurança.

E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante,
com a graça de um adulto e
não com a tristeza de uma criança.

E aprende a construir todas as suas estradas no hoje,
porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos,
e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.

Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.

E aprende que não importa o quanto você se importe,
algumas pessoas simplesmente não se importam...

E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa,
ela vai feri-lo de vez em quando e
você precisa perdoá-la, por isso.

Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.

Descobre que se levam anos para se construir confiança e
apenas segundos para destruí-la,
e que você pode fazer coisas em um instante,
das quais se arrependerá pelo resto da vida.

Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias
e o que importa não é o que você tem na vida,
mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.

Aprende não termos que mudar de amigos,
se compreendermos que os amigos é que mudam,
percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa,
ou nada,
e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa,
por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas,
pode ser a última vez que as vejamos.

Aprende que as circunstâncias e os ambientes têm influência sobre nós,
mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros,
mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser,
e que o tempo é curto.

Aprende que não importa aonde já chegou,
mas onde está indo,
mas se você não sabe para onde está indo,
qualquer lugar serve.

Aprende que,
ou você controla seus atos ou eles o controlarão,
e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade,
pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação,
sempre existem dois lados.

Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer,
enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.

Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quanto aniversário você celebrou.

Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.

Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens,
poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.

Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva,
mas isso não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame,
não significa que esse alguém não o ama com tudo o que pode,
pois existem pessoas que nos amam,
mas simplesmente não sabem como demonstrar ou viver isso.

Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém,
algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.

Aprende que com a mesma severidade com que julga,
você será em algum momento condenado.

Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido,
o mundo não pára para que você o conserte.

Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma,
ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.

E você aprende que realmente pode suportar...
Que realmente é forte,
e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.
E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!

Nossas dádivas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar,
se não fosse o medo de tentar.

* William Shakespeare

publicado por vagueando às 10:53
link do post | comentar | ver comentários (47) | favorito
|
Domingo, 18 de Dezembro de 2005

DIA DE NATAL

tmas_baby.jpg 

SOU ADULTO E QUERO SER CRIANÇA

Hoje é dia de ser bom.


É dia de passar a mão pelo rosto das crianças,


de falar e de ouvir com mavioso tom,


de abraçar toda agente e de oferecer lembranças.


É dia de pensar nos outros -coitadinhos - nos que padecem,


de lhes darmos coragem para poderem continuar a aceitar a sua miséria,


de perdoar aos nossos inimigos, mesmo aos que não merecem,


de meditar sobre a nossa existencia, tão éfemera e tão séria.


Comove tanta fraternidade universal,


É só abrir o rádio e logo um coro de anjos,


 como se de anjos fosse,


 numa toada doce, de violas e banjos,


entoa gravemente um hino ao Criador.


E mal se extinguem os clamores plangentes,


a voz do locutor


anuncia o melhor dos detergentes.


De novo a melopeia inunda a Terra e o Céu


e as vozes crescem num fervor patético.


(Vossa Excelência verificou a hora exacta em que o Menino Jesus nasceu?


Não seja estúpido! Compre imediatamente um relógio de pulso antimagnético.


Torna-se dificil caminhar nas preciosas ruas.


Toda a gente se acotovela, se multiplica em gestos, esfuziante.


Todos participam nas alegrias dos outros como se fossem suas e fazem adeuses enluvados aos bons amigos que passam mais distante.


Nas lojas, na luxúria das montras e dos escaparates,


com subtis requintes de bom gosto e de engenhosa dinãmica,


cintilam, sob o intenso fluxo de milhares de quilovates,


as belas coisa inúteis de plástico, de metal, de vidro e de cerâmica.


Os olhos acorrem, num alvoroço liquefeito,


ao chamamento voluptuoso dos brilhos edas cores.


É como se tudo aquilo nos dissesse directamente respeito,


como se o Céu olhasse para nós e nos cobrisse de bênçãos e favores.


 A Oratória de Bach embruxa a atmosfera do arruamento.


Adivinha-se uma roupagem diáfana a desembrulhar-se no ar.


E a gente, mesmo sem querer, entra no estabelecimento


e compra - louvado seja o senhor! - o que nunca tinha pensado comprar.


Mas a maior felicidade é a da gente pequena.


 Naquela véspera santa


a sua comoção é tanta, tanta, tanta,


que nem dorme serena.


Cada menino


abre um olhinho


 na noite incerta


 para ver se a aurora


já está dsperta.


 De manhãzinha


salta da cama,


 corre á cozinha


mesmo em pijama.


Ah!!!!!!!!!!!!!!


Na branda macieza


da matutina luz


aguarda-o a surpresa


 do Menino Jesus.


SANTO NATAL


FELIZ ANO NOVO

publicado por vagueando às 21:09
link do post | comentar | ver comentários (72) | favorito
|
Sábado, 17 de Dezembro de 2005

Afinidade..........................

beija28.gif


Afinidade é um dos poucos sentimentos que

resistem ao tempo e ao depois.
A afinidade não é o mais brilhante,

mas o mais subtil, delicado e
penetrante dos sentimentos.
É o mais independente também.
Não importa o tempo, a ausência,

os adiamentos, as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação, o diálogo.
Ter afinidade é muito raro.
Mas, quando existe, não precisa de códigos verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois que
as pessoas deixaram de estar juntas.
Afinidade é ficar longe pensando

parecido a respeito dos mesmos fatos que
impressionam, comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavras.

É receber o que vem do outro com
aceitação anterior ao entendimento.
Afinidade é sentir com,
Não é sentir contra,
Nem sentir por,
Nem sentir pelo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar, ou, quando é falar, jamais explicar ,apenas afirmar.
Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças.
É conversar no silêncio,

tanto nas possibilidades exercidas quanto das impossibilidades vividas.
Afinidade é retomar a relação no ponto

em que parou sem lamentar o tempo de separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas oportunidades

dadas (ou tiradas) pela vida.

* de Arthur da Távola


NOTA:
este post é o completar de uma triologia
[Orgasmo / A Amante / Afinidade]
publicado por vagueando às 18:44
link do post | comentar | ver comentários (29) | favorito
|
Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2005

A Amante

112.jpg


Cada vinda sua,
meu amor,
Faz em mim aparecerem emoções desconhecidas.
Sua chegada é minha libertação.
Não me entrego.
Integro-me.
Não me perco em você.
Encontro-me.
Não tenho fantasias.
Vivo a realização.
Amo seu amor.
Amo ser seu amor.
Amo amar você.
Sou amante quando seus braços me circundam.
Sou amante quando seus beijos acendem mais desejos.
Sou amante quando me ofereço e tenho minha loucura atendida.
Calmaria nosso depois do amar.
Saudade que começa a se instalar.
Quero reter em mim seu coração,
Sua língua,
seu pênis,
seu tesão.
Então a lucidez se estabelece
E vejo que pedaços seus não posso ter,
Pois quando se vai,
nada de mim resta,
Vou inteirinha em você.

*Magda Almodóvar 23 de novembro de 2005 (Obrigado por me oferecer este poema)
publicado por vagueando às 20:23
link do post | comentar | ver comentários (30) | favorito
|
Domingo, 11 de Dezembro de 2005

Orgasmo

Full_Lauras-Flowers.jpg


"A entrega é a via mais rápida para o orgasmo feminino.


Tudo acontece quando deixamos de lado o controle e nos entregamos ao momento..."


 (Micheline Félix)


E de repente


O corpo arqueia-se


O sangue pára nas veias


Toda a força vital se concentra


Num foco de energia


 Que arde como fogo


 Que brilha como luz


 E o corpo todo é ventre


E o corpo todo é sexo


Que se contrai


E deseja a explosão.


Há um jogo de vontades


 A de reter o momento


De prolongar o prazer


E a de libertar num ápice


Num grito que é urgência


 O espasmo que vai dentro


Depois…


Há o silêncio do corpo


Que se abre num sorriso


Enquanto o prazer se esvai.



*Autoria encandescente eroticidades.blogs.sapo.pt/
publicado por vagueando às 22:22
link do post | comentar | ver comentários (38) | favorito
|
Terça-feira, 6 de Dezembro de 2005

Uma autêntica maravilha................................

alua.gif


DESLUMBRANTE!!!!


http://www.fazed.org/video/view/?filename=chinese.wmv


ao iniciar - clicar no video, aumentar o som


Um Vídeo deslumbrante, em que 21 dançarinos chineses interpretam a Deusa das Mil Mãos. (21 chinese dancers) Detalhe: eles são todos surdos! Fazem parte de uma troupe de (They are all deaf and follow the visual signs of people located in the four corners of the stage) Artistas com deficiências, e obedecem às instruções de pessoas que usam Linguagem de sinais, postadas nos quatro cantos do palco.

publicado por vagueando às 10:16
link do post | comentar | ver comentários (49) | favorito
|
Domingo, 4 de Dezembro de 2005

Partilha...............

beijo.jpg


Se penetrar é posse
Queria penetrar-te.
Não ter o teu corpo
Ou tu o meu.
Mas simplesmente
Penetrar-te
Entrar em ti
Sentir o que tu sentes.
Se entrega é posse
Queria que te entregasses
Assim como me entrego
Quando me penetras.
E posse, não é mais posse
Mas dádiva, partilha
Porque possuo quando me entrego
E tu rendes-te penetrando

* autor (alguém que partilha)http://eroticidades.blogs.sapo.pt/


publicado por vagueando às 23:26
link do post | comentar | ver comentários (31) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28



.posts recentes

. ...

. ...

. Vem comigo .................

. Leva-me contigo ............

. O Amor Maduro...............

. Nostalgia................

. Não há maior prazer para ...

. Anjo ou Demónio ? SEMPRE ...

. "amo-Te tanto" ........

. ...

.arquivos

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Março 2005

blogs SAPO

.subscrever feeds