Sábado, 8 de Outubro de 2005

Te quero sim e te quero não

borboleta2ff.gif
É tão bom me sentir em teus braços
que tudo faço, me dou e me arraso.
Assim em ti eu relaxo e me enlaço,
sem traços de qualquer outro caso,
só esse amor que vai passo a passo.

Mas esse laço de leve desata
e mata o amor e me faz culpada.
Porque nada mais tanto me maltrata
do que pensar em não ser a tua amada!

Só que ao mesmo tempo não sei bem,
se quero ser como outros, que agem,
ou cedo, pois é cedo também
e nem sei se tenho essa coragem!

Fico assim, com medo de agir errado e
tento fazer segredo deste fato
pra que tu não te sintas magoado,
tal como as lágrimas que sempre mato

Porque estou inebriada por esta loucura
Espero estar onde tuas mãos pousam,
mas longe de onde tuas paixões estão,
nessa confusão dos que se amam!
Pois eu te quero sim e te quero não!

(Bruno Miquelino)
publicado por vagueando às 23:42
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 9 de Outubro de 2005 às 22:52
começo a achar q mtos homens te respondem beijos meu amor
imagina até homens....
eu tb as aturo
beijos
m
</a>
(mailto:maria_smr@mail.pt)


De Anónimo a 9 de Outubro de 2005 às 14:58
Este poema do Bruno Miquelino é uma maravilha as borboletas dançantes, outra... e tanta verdade! Porque é que o amor chega sempre com medos e receios? E eu Papoila, continuo desfolhando o malmequer...bem me quer, mal me quer, muito, pouco, nada...BeijoMaria Papoila
(http://apapoila.blogs.sapo.pt)
(mailto:msantosilva@sapo.pt)


De Anónimo a 9 de Outubro de 2005 às 00:18
É verdade! Quando as dúvidas nos assaltam, é destruidor mas, quando as certezas nos preenchem, fico assim, no paraíso! Beijoeu
</a>
(mailto:carmoroby@hotmail.com)


De Anónimo a 9 de Outubro de 2005 às 00:00
POIS........ o maor tem dessas coisas... o sim e o não...mas o nunca um talvez...é lindo o poema escolhido...como o bom gosto a que já nos habituas-te . beijos cheio de ternura.Ana Luar
(http://aromademulher.blogs.sapo.pt/)
(mailto:luar_zita@msn.com)


Comentar post