Quarta-feira, 1 de Março de 2006

Nostalgia................

borbo125.gif

borboleta2ff.gif

Utopia?


É bom recordar... ser nostálgico … ser utópico


Fui criado com princípios morais comuns:


Quando eu era pequeno, mães, pais, professores, avós, tios, vizinhos eram autoridades dignas de respeito e consideração.


Quanto mais próximos ou mais velhos, mais afecto.


Confiávamos nos adultos porque todos eram pais, mães ou familiares das crianças da nossa rua, do bairro, ou da cidade…


Tínhamos medo apenas do escuro, das cobras, dos filmes de terror…


Inimaginável responder de forma mal educada aos mais velhos, professores ou autoridades…


Hoje deu-me uma tristeza infinita por tudo aquilo que perdemos.


Por tudo o que Meus netos um dia enfrentarão.


Pelo medo no olhar das crianças, dos jovens, dos velhos e dos adultos.


Direitos humanos para criminosos, deveres ilimitados para cidadãos honestos.


Não tirar proveito próprio em tudo significa ser idiota.


Pagar dívidas em dia é ser parvo…


Amnistia para corruptos e assassinios…


O que aconteceu connosco?



Professores maltratados nas salas de aula, comerciantes ameaçados por traficantes,


 grades em nossas janelas e portas.


Que valores são estes?


Os Automóveis valem mais que abraços,


Os filhos querendo uma PlayStation como presente por passar de ano.


Telemóveis nas mochilas de crianças.


O que vais querer em troca de um abraço?


A diversão vale mais que um diploma. 


Uma TV gigante vale mais que uma boa conversa


 Vale mais uma maquilhagem que um sorvete.


Vale mais parecer do que ser…


Quando foi que tudo desapareceu ou se tornou ridículo?  


Quero arrancar as grades da minha janela para pode tocar as flores! 


Quero me sentar na soleira e dormir com a porta aberta nas noites de verão! 


Quero a honestidade como motivo de orgulho.


Quero a rectidão de carácter, a cara limpa e o olhar olho no olho.


Quero a vergonha na cara e a solidariedade.


Quero a esperança, a alegria, a confiança!


Quero calar  a boca de quem diz:  “ temos que estar ao nível de…”, ao falar de uma pessoa.  


 


Abaixo o  “TER”, viva o “SER” 


 


E viva o retorno da verdadeira vida, simples como a chuva, limpa como o céu de primavera, leve como a brisa da manhã!


E definitivamente bela, como cada amanhecer.


Quero ter de volta o meu mundo simples e comum.


Onde existam amor,  solidariedade e fraternidade como bases.


Vamos voltar a ser GENTE


A indignação diante da falta de ética, de moral, de respeito...


Construir um mundo melhor, mais justo, mais humano, onde as pessoas respeitem as pessoas.


Utopia?


Quem sabe?...


Precisamos tentar


Nossos filhos merecem e nossos netos certamente nos agradecerão!


*Texto enviado por mão amiga

publicado por vagueando às 12:43
link do post | comentar | favorito
|
44 comentários:
De Anónimo a 5 de Março de 2006 às 22:58
Realmente,tenho andado "Nostalgia......"
Só te digo ...é lindo!!!
S.S.
sor@sapo.pt
</a>
(mailto:sormira@sapo.pt)


De Jogos de Carros a 16 de Maio de 2011 às 18:38
É lindo embora um pouco triste!


De Anónimo a 5 de Março de 2006 às 16:25
Ao ler as tuas palavras (eu nao tenho netos, nem sequer tenho filhos, alias eu é que ainda sou flha) lembrei-me de um anuncio, ja nem sei a quê, em que numa das cenas vê-se o pai deixar a filha na escola, com um aperto de mae, 7% de carinho... e o resto? jksMalucaResponsavel
(http://malucaresponsavel.blogs.sapo.pt)
(mailto:claudiageiroto@hotmail.com)


De Anónimo a 5 de Março de 2006 às 13:27
Adorei passar por aqui, foi a primeira vaz e fiquei tão sensibilizada que fiz uma coisa, que espero me perdoes; roubei um exerto do texto e postei no meu canto.Desejei que mais pessoas usufruissem dele e reflectissem um pouco.A julgar pelos comentários já feitos o texto mexeu com muita gente.Muito obrigado.ciloca
(http://cidaliasantos.blogs.sapo.pt)
(mailto:cmos60@gmail.com)


De Anónimo a 5 de Março de 2006 às 10:40
OI...NAO PODEMOS DEIXAR O RESPEITO,A MORAL E A INJUSTIÇA SE PERDER DIANTE DE TANTA COISA ERRADA...MAIS NAO ESQUECENDO QUE AS VEZES SOMOS CRIADOS DE UMA FORMA QUE NOS LIMITAM A SERMOS NOS MESMO E MUITAS VEZES ATE CERCADOS DE MUITOS PRECONCEITOS IDIOTAS QUE NAO NOS LEVA A NADA...TEMOS SIM QUE SABER TIRAR PROVEITO DE TUDO O QUE NOS FOI ENSINADO E O QUE APRENDEMOS COM O PASSAR DO TEMPO E PASSAR ISSO PARA AS PESSOAS...HEBE
(http://CILADADEAMOR.BLOGSPOT.COM)
(mailto:MORENA.GENIAL@BOL.COM.BR)


De Anónimo a 4 de Março de 2006 às 23:06
Um belo texto, sem nenhuma dúvida, que nos traz reflexões profundas de como estão mudados os valores que antes permeavam as atitudes humanas e norteavam caminhos de honradez e dignidade.
"Quero a esperança, a alegria, a confiança!" Todos nós queremos isso de volta! Se é utopia ou não, faz bem pensar que readquirir os valores morais nos farão mais confiantes em nosso caminhar pela vida. Agradeço os lindos versos deixados no meu espaço, e deixo aqui um beijo carinhoso e os votos de um final de semana pleno de alegrias.



Mily
(http://cantodacalunguinha.blogs.sapo.pt)
(mailto:calunguinha13@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Março de 2006 às 15:09
Utopia!!

Acho que não temos que pensar no passado, mas fazer das coisas boas que nele vivemos a esperança de um novo futuro.

:)Mónica
(http://www.blogavidasao2dias.blogspot.com)
(mailto:monicaquaresma81@hotmail.com)


De Anónimo a 4 de Março de 2006 às 14:14
Olá Carlos! Mto obrigada pelo seu lindo poema no meu blog. Ah! como é bom achar que alguém pensa como nós...O que foi feito da inocência, da humildade, da seriedade, da fraternidade, e tantas coisas mais...será que é por eu ser Touro também? concerteza não. è triste ver que se vive cada vez mais de aparências e se vão perdendo todos os valores que nos davam o orgulho da nação que fomos outrora. Utopia ou Nostalgia, sim...ambas e que pena chegar a esta conclusão não é meu amigo? Bom fim de semana mais uma vez obrigado. Eu voltarei e estarei sempre pronta para o receber. Bjs.Sindarin
(http://almaanu.blog.pt)
(mailto:fact_sr@clix.pt)


De Anónimo a 4 de Março de 2006 às 10:10
Ao ler este post e respectivos comentários é claro que fico preocupado com o futuro dos vossos filhos.
Preocupado e revoltado com tanta falta de sensibilidade: até um «profissional de educação» não é capaz de dizer melhor.
Só houve uma comentadora que mostrou algum discernimento aflorando a verdade: «...No tempo em que se respeitava os mais velhos e em que os adultos eram exemplos a seguir...penso que nao seriam tao bons tempos assim...»

Desculpem o desabafo, mas esse texto é duma irracionalidade atroz! É enquanto os adultos pensarem desse modo que eu temo pelas crianças do futuro.
Sim amigos, esse texto é uma vergonha!
A minha dureza e frontalidade tem a ver com o facto de que tudo o que seja contra as crianças me revoltar profundamente.
Todos partem do principio errado de que nascemos maus e precisamos da tal «educação» que, nas vossas bocas reacionárias, significa implantar valores no espirito das crianças.
E que valores são esses?
Aqueles que têm governado o mundo até agora? Um mundo em que uns poucos mandam e os outros são escravos?
A vossa «educação» apenas tem em vista a criação de escravos em larga escala, ferramentas dóceis da máquina de produção, para que tudo continue a funcionar de modo favorável aos donos do mundo.
Os homens chamados criminosos, marginais, etc. são apenas naturezas que ousaram revoltar-se contra o estado das coisas, embora de um modo também ele irracional.
As crianças, alunos rebeldes nas escolas, tratando mal os professores, não respeitando os mais velhos...Já pensaram porque é que isso acontece?
Tão somente porque a natureza se revolta contra a forma como é tratada. Chegados a este mundo somos confrontados com um meio hostil às necessidades da Vida. E a Vida revolta-se dando origem a todo o tipo de manifestações anti-sociais que todos deploramos.
As chamadas crianças bem comportadas são, de um modo geral, aquelas que criaram adaptações que mais tarde se manifestarão em doenças psicossomáticas. Revoltados inconscientes e impotentes, dóceis mas com muito ódio recalcado.
Eu sei que no fundo todos queremos o bem dos nossos filhos, mas temos de aprender a ultrapassar aquilo que nos ensinaram, aquilo que fizeram connosco em matéria de educação, se quisermos que eles sejam melhores do que nós, num mundo também melhor criado por eles.
Os filhos não têm que cumprir os nossos sonhos, como alguem disse...Têm de cumprir os sonhos deles sem a nossa interferência, em plena liberdade.
A todos aqueles que defendem os interesses naturais das crianças o meu Bem Hajam!
Aos outros que não suportam ver a beleza da inocência nas crianças e se apressam em a estragar impondo-lhes regras contrárias à sua natureza, seria melhor não terem filhos. Para estes a prática do aborto é uma necessidade urgente.
Defender a Vida sim, mas não para depois a assassinarmos continuamente em combustão lenta mas mais dolorosa, fazendo da terra o inferno das religiões.
São os vossos valores que estragam o mundo.
Eu disse atrás que esse post era uma vergonha, mas acho que fica muito bem neste blog: condiz perfeitamente com a mentalidade expressa no post seguinte e nem vale a pena ler os outros.

Peço desculpa se feri susceptibilidades mas as crianças do futuro merecem isso.
Nesses comentários só vejo adultos a falar contra os mais pequenos. Quando todos estivermos do lado deles, eles serão melhores e nós também. Eles nascem sem saber nada. Tudo o que manifestam de mal mais tarde é apenas culpa nossa e das ideias que lhes impomos.

Não é utópico e é fácil criar um filho com uma mente naturalmente saudável, sem manifestações anti-sociais,livre e ao abrigo de ideias fanáticas de qualquer espécie. Mas parece que isso não está ao alcance nem dum «educador
profissional».
Mas está ao meu alcance que não sou nem quero ser «educador profissional»!

http://singular.blogs.sapo.pt/ (http://singular.blogs.sapo.pt/)
http://calinadas.blog.pt/ (http://calinadas.blog.pt/)
http://racionalidades.blogspot.com/ (http://racionalidades.blogspot.com/)Luis
(http://singular.blogs.sapo.pt/)
(mailto:lanterna@tugamail.com)


De Anónimo a 4 de Março de 2006 às 02:28
Oi, Carlos
Realmente, se ao voltarmos atrás, algumas coisas por lá eram diferentes, existia o respeito, a tranquilidade, a confiança, enfim, valores importantes pra todos nós. Infelizmente, as coisas mudaram, o que é lamentável, mas não podemos deixar que a melancolia se apodere de nós.Se cada um de nós fizer um pouquinho para que as coisas mudem, acho que conseguiremos chegar lá.
Te ofereço o meu award com carinho, e aproveito para te desejar um lindo final de semana.
Beijo no coração.
Liz
(http://lemasr.blog.uol.com.br)
(mailto:lizred@bol.com.br)


De Anónimo a 3 de Março de 2006 às 21:24
Realmente muita coisa mudou na vida com o passar do tempo, a paz e tranqualidade foram sobressalatadas por momentos de maior insegurança e cada vez mais cedo se tem acesso a tudo até à violência...
Realmente muita coisa mudou nesta vida...
pensadorapensadora
(http://pensadora2.blogs.sapo.pt/)
(mailto:pcap37@hotamil.com)


Comentar post